Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Apresentado Pacote de Verão da Comissão Europeia sobre energia clima

Quarta-feira, 15.07.15

  UE.jpg
A Comissão Europeia lançou hoje, 15 de julho de 2015, o denominado ‘pacote de verão’ sobre energia e clima, integrado na Estratégia da União de Energia da União Europeia.

 

Neste pacote incluem-se a reformulação do mercado de elétrico, a atualização da etiqueta energética e a revisão do Comércio Europeu de Licenças de Emissão (ETS, na sigla em inglês) para depois de 2020.

 

Em reação à proposta de revisão do ETS, a Rede de Ação Climática Europeia mostra-se satisfeita com a altura em que a revisão é apresentada, mas afirma que esta carece de falta de visão e liderança.

 

O ETS, que completou agora 10 anos, ainda não conseguiu atingir o objetivo para o qual foi criado: facilitar uma economia assente na eficiência energética e nas energias renováveis.

Devido aos objetivos muito fracos de redução de emissões, está acumulada uma quantidade enorme de licenças de emissão. Os preços de carbono, que se pensava que estariam nos 30 Euros / tonelada CO2, neste momento rondam os 7 Euros, não contribuindo para em nada para a redução de emissões na Europa.

 

Mais ainda, esta proposta não tem em consideração a decisão do Conselho Europeu de reduzir as emissões da UE em pelo menos em 40% até 2030.

Para melhorar o ETS seriam necessários objetivos mais ambiciosos, bem como o cancelamento de 2,5 a 4,5 mil milhões de licenças de emissão que se estimam estar por usar em 2020.

Classes_etiqueta.jpg

No âmbito do lançamento deste ‘pacote de verão’ sobre clima e energia da Comissão Europeia, foi apresentada uma proposta de atualização da etiqueta energética. As ONG estão satisfeitas com a proposta de retorno à escala de classes entre "A e G", em substituição da que é atualmente utilizada, de "A+++ a D".

 

 

Ligações relevantes:

 

A proposta da Comissão sobre a reformulação da etiqueta energética: aqui

Os argumentos das ONG de Ambiente sobre a reformulação da etiqueta energética: Link 1 | Link 2

 

O comunicado completo da CAN-Europe sobre a reforma do ETS: aqui

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Quercus às 18:31


1 comentário

De Humberto a 17.07.2015 às 10:46

Bem que eu dizia (ou escrevia) aqui num comentário anterior
http://climaticas.blogs.sapo.pt/parlamento-europeu-cria-reserva-de-35571?thread=5107#t5107

que
«O que eu sei dos mercados é que quando um produto com procura garantida começa a escassear este aumenta inevitavelmente de preço!»

E não é que (dizem eles)
«Os preços de carbono, que se pensava que estariam nos 30 Euros / tonelada CO2, neste momento rondam os 7 Euros»

lá está:
- Criaram um mercado novo;
- O mercado funcionou como funcionaria em qualquer economia de mercado;
- Mas o mercado não funcionou como eles queriam;
- O que fazem? Recorrendo ao açambarcamento (crime económico em muitos países) aumentam artificialmente o valor da mercadoria;
- Consequência: maiores ganhos para quem açambarca e maior dificuldade de acesso ao produto por quem tem menos dinheiro (nomeadamente países em vias de desenvolvimento);

É, ou não é lindo?

Comentar post





calendário

Julho 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031