Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



É tempo de meter mãos à obra na COP21

Terça-feira, 01.12.15

logo_LPAA.jpg

Depois do primeiro dia da COP21, que contou com a presença de 150 chefes de Estado e de Governo a reafirmar os seus compromissos no combate às alterações climáticas e o seu empenho em sair de Paris um acordo para duradouro para o combate às alterações climáticas, é tempo de meter mãos à obra. É preciso começar a perceber que peças compõem o pacote de Paris.

A Agenda de Ação Lima-Paris (Lima Paris Action Agenda, LPAA) é vista por muitos como um fórum para reunir os diferentes atores públicos e não públicos, para acelerar a cooperação para a ação climática. De outra perspectiva a LPAA também pode ser vista como algo mais, como o primeiro teste para uma agenda de ação permanente de alto nível que Paris deve estabelecer. Esta plataforma de ação devia ser liderada por dois campeões com capacidade para criar ligações entre nações para que seja possível fechar a diferença de emissões que falta para o objetivo de 1,5ºC.

A LPAA pode dar o exemplo e para isso tem de arrancar com o pé direito. Para tal, é necessário excluir todas as iniciativas relacionadas com empresas de combustíveis fósseis. Áreas como a eficiência energética, energias renováveis, cidades e florestas (que já têm destaque nesta agenda) devem continuar a ser o foco da agenda de ação permanente.

Para garantir que há uma agenda de ações em 2016, que leve a resultados concretos e transformativos que ajudem a reduzir as emissões excedentes, o grupo de trabalho que está a trabalhar na definição da ambição pré-2020 (Workstream 2) deve definir critérios claros para as iniciativas futuras. Além disto, deve haver disposições para acompanhar o progresso e manter os intervenientes interessados nestes progressos, mesmo depois dos holofotes de apagarem. (texto adaptado da Newsletter ECO da Rede de Ação Climática)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Quercus às 16:21


3 comentários

De humberto a 02.12.2015 às 11:08

«Depois do primeiro dia da COP21, que contou com a presença de 150 chefes de Estado e de Governo a reafirmar os seus compromissos no combate às alterações climáticas e o seu empenho em sair de Paris um acordo para duradouro para o combate às alterações climáticas, é tempo de meter mãos à obra. É preciso começar a perceber que peças compõem o pacote de Paris.»


Pelos vistos, o de Portugal, não foi um deles. Preferiu pertencer ao grupo dos faltosos restantes 25.

Não quis ser um dos últimos a discursar!


´´´´´´
«(...)capacidade para criar ligações entre nações para que seja possível fechar a diferença de emissões que falta para o objetivo de 1,5ºC.»


O tal 1,5ºC de aumento de temperatura, defendido pelos mais radicais alarmistas, desde a era pré-industrial até ao fim deste século.

1,5ºC em dois séculos, começados a contar do fim do período mais frio da História recente - a Pequena Idade do Gelo!!!

Extraordinário quererem limitar o aquecimento global em 1,5ºC e culpar o CO2... quando o aquecimento verificado desde a era pré-industrial se deve ao mundo ter saído de uma Pequena Idade do Gelo.


´´´´´´
«A LPAA pode dar o exemplo e para isso tem de arrancar com o pé direito. Para tal, é necessário excluir todas as iniciativas relacionadas com empresas de combustíveis fósseis. Áreas como a eficiência energética, energias renováveis, cidades e florestas (que já têm destaque nesta agenda) devem continuar a ser o foco da agenda de ação permanente.»


Quando seguem o caminho errado é indiferente se arrancam com o pé direito ou o pé esquerdo pois o caminho errado dá sempre asneira.


´´´´´´
«Para garantir que há uma agenda de ações em 2016, que leve a resultados concretos e transformativos que ajudem a reduzir as emissões excedentes, o grupo de trabalho que está a trabalhar opna definição da ambição pré-2020 (Workstream 2) deve definir critérios claros para as iniciativas futuras. Além disto, deve haver disposições para acompanhar o progresso e manter os intervenientes interessados nestes progressos, mesmo depois dos holofotes de apagarem. (texto adaptado da Newsletter ECO da Rede de Ação Climática)»


Por mais que digam que são os países a ter de apresentar propostas, até vocês admitem que há um grupo de trabalho a... trabalhar nas metas a serem atingidas pelos países o que não é muito diferente do que eu sempre tenho dito: estão a querer impor as suas metas a todos os países (não passando a palavra "negociação" de um floreado).



Notícia de última hora:

http://www.rtp.pt/noticias/economia/volkswagen-aumenta-vendas-em-portugal-apesar-da-fraude-das-emissoes_v878433

"Volkswagen aumenta vendas em Portugal apesar da fraude das emissões
RTP 02 Dez, 2015, 09:15

Em Portugal, as vendas de automóveis ligeiros da marca Volkswagen aumentaram quase oito por cento em novembro."


Mais uma vez, os únicos e grandes preocupados com o assunto são outros que não os consumidores.

De Zé a 06.12.2015 às 19:27

Venho aqui tentar pesquisar algo para um trabalho da escola, e dou com este cromo a comentar em todos os posts do site. Você não tem nada que fazer? ou foi já trabalhou para a Quercus e foi despedido? lol vá trabalhar homem.

De humberto a 08.12.2015 às 12:27

Agradeço as suas amáveis palavras É sempre bom receber um estímulo adicional de um visitante inesperado.

Em sua honra mais uns muito educativos comentários se seguirão nos próximos 'posts', exactamente o que precisa para o seu trabalho de escola.


Comentar post





calendário

Dezembro 2015

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031