Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Aumento da eficiência dos novos aviões comerciais atrasado mais de uma década

Quinta-feira, 10.09.15

Desde 2010, a eficiência de combustão das novas aeronaves tem aumentado apenas 1,1% ao ano, um aumento ainda insuficiente e que sugere que os fabricantes irão falhar os objetivos de eficiência para as novas aeronaves para 2020, propostos pela Organização da Aviação Civil Internacional (ICAO, na sigla em inglês) em 12 anos, segundo um estudo recentemente divulgado pelo Conselho Internacional para os Transportes Limpos (ICCT - International Council on Clean Transportation).

 

Com o esperado aumento do tráfego aéreo (a Associação Internacional de Transporte Aéreo prevê um crescimento anual de 4,1% para os próximos 20 anos), um progresso de apenas 1% no aumento da eficiência de combustível nas novas aeronaves fica muito atrás dos avanços tecnológicos necessários para cumprir as metas da ICAO.

 grafico_ICAO_ICCT.png

Desde 2009 - e depois de ter rejeitado a ideia em 2001 - a ICAO tem trabalhado na definição de limites de emissão de CO2 para as novas aeronaves para impulsionar tecnologias mais eficientes, em termos de poupança de combustível, na sua frota. O trabalho deverá estar concluído em 2016, três anos depois do previsto, sobre o limite de emissão de CO2 que as novas aeronaves deverão cumprir em 2020. As decisões sobre o rigor deste limite de emissão serão tomadas ao longo dos próximos meses. 

 

A tendência dos ganhos de eficiência de combustível tem variado ao longo do tempo: nos anos de 1980 a melhoria da eficiência era de 2,6% por ano, enquanto nenhum progresso foi feito durante a década de 1970 e no período entre 1995 e 2005. O progresso da eficiência está fortemente relacionado com o preço do combustível ou seja, o aumento do preço do querosene (o combustível usado na aviação) que aconteceu durante o início da década de 1980 e depois de 2004 corresponderam progressos ao nível da eficiência de combustível nas novas aeronaves. 

 

Por comparação com as emissões de um país, a aviação global ocuparia a sétima posição em termos de emissões de CO2, logo a seguir à Alemanha. As emissões de CO2 da aviação aumentam todos os anos  e estimam-se que possam triplicar até 2050. A aviação é um dos modos de transporte que mais contribui para as alterações climáticas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Quercus às 10:24


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





calendário

Setembro 2015

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930




subscrever feeds