Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



[R]evolução energética: como atingir 100% de energia renovável para todos em 2050

Terça-feira, 22.09.15

A Greenpeace lançou uma nova edição do relatório Energy [R]evolution "How to Achieve 100% Renewable Energy for All by 2050", onde mostra ser possível alcançar um futuro baseado em 100% de energias renováveis para todos até 2050. Fornece ainda a evidência de que a transição para um cenário de 100% energia renovável não só irá criar novos postos de trabalho na produção de energia - cerca de 20 milhões nos próximos 15 anos -, mas também o investimento necessário é mais do que pago pelas poupanças futuras em custos de combustível. O cenário 100% energia renovável significa qualidade de vida, saúde e educação. A energia renovável para todos significa igualdade de acesso à energia elétrica, incluindo a de um terço da população que atualmente não tem acesso.

As principais conclusões são:

• 100% energia renovável para todos é possível até 2050, e é a única maneira de garantir que o mundo não sofra os impactos catastróficos das alterações climáticas;

• É fundamental parar de explorar e queimar combustíveis fósseis;

• O setor das energias renováveis está a dar provas que pode transformar a produção de energia;

• Os setores da climatização e dos transportes podem também adotar energias renováveis;

• A transição para 100% energia renovável irá criar postos de trabalho;

• Os custos de investimento são enormes, mas as poupanças são ainda maiores;

• Existe um apoio crescente para um cenário de 100% energias renováveis;

• Não existem grandes barreiras económicas ou técnicas para fazer a transição para 100% de energia renovável até 2050. Esta transição exige apenas a vontade política de fazer a mudança.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Quercus às 09:00


1 comentário

De Humberto a 26.09.2015 às 08:51

«A Greenpeace lançou uma nova edição do relatório Energy [R]evolution "How to Achieve 100% Renewable Energy for All by 2050"»

E eu que pensava que os relatórios eram coisa séria que serviam para fornecer informações sobre um qualquer trabalho já terminado ou ainda em curso.

Afinal, não. Afinal há quem use a palavra "relatório" para apresentar cenários e previsões de um futuro a looongo prazo com base em estimativas mais ou menos fantasiosas que ninguém pode saber se estão correctas por serem isso mesmo... estimativas (e do tipo fantasioso).

Desengane-se quem pense que são estimativas minimamente ponderadas. Não! São estimativas de quem defende com unhas e dentes aquilo em que diz acreditar sem tomar em mínima consideração qualquer ponto de vista contrário ou não fosse a Greenpeace a... Greenpeace e igual a tantas outras organizações que andam por aí!


«, onde mostra ser possível alcançar um futuro baseado em 100% de energias renováveis para todos até 2050.»

Haja dinheiro a jorrar abundantemente e rédea livre e tudo ou quase tudo se torna possível. É ou não é verdade?

No entanto há algo que não bate certo: devido à natureza do vento e das condições atmosféricas que afectam a passagem da radiação solar a produção eléctrica dos parques eólicos e solares sofre inúmeras flutuações diárias que precisam de ser colmatadas de modo a que o fornecimento de energia aos consumidores seja estável.
Como tal estabilidade só é possível com a existência de centrais de apoio a funcionarem em regime de prontidão e que funcionam com combustíveis fósseis tal torna tecnicamente impossível o objectivo de 100% renováveis. (Que grande pedra no sapato!)


« Fornece ainda a evidência de que a transição para um cenário de 100% energia renovável não só irá criar novos postos de trabalho na produção de energia - cerca de 20 milhões nos próximos 15 anos -,»

Ora então... um "relatório" onde são apresentados cenários e previsões de um futuro a longo prazo com base em estimativas mais ou menos fantasiosas que ninguém pode saber se estão correctas por serem isso mesmo... estimativas, é capaz de fornecer a evidência?

Está visto que por aqui ninguém conhece o significado da palavra "evidência".

Ou então está mal traduzido do Inglês: a tradução de "evidence" é "indício" e não "evidência".

E mesmo para falar de simples indícios já é preciso puxar pela imaginação.


« mas também o investimento necessário é mais do que pago pelas poupanças futuras em custos de combustível.»

Decididamente não é o que tem acontecido até agora e mente com todos os dentes (ou dedos) quem diga (ou escreva) o contrário.

Se isso realmente fosse possível a factura de electricidade apresentaria um decréscimo do valor a pagar e não os custos acrescentados que andamos a pagar provenientes destas energias renováveis.

E assim se confirma que o "relatório" da Greenpeace não passa de previsões de um futuro a longo prazo com base em estimativas também elas comprovadamente fantasiosas.


« O cenário 100% energia renovável significa qualidade de vida,»

A sério?

« saúde»

Não é isso o que a quercus diz sobre o parque eólico projectado para Moncorvo.

« e educação.»

Deixem-me adivinhar. Talvez... o mesmo tipo de educação como o pretendido com o livro de BD "Portugal 2055" destinado às mentes jovens e influenciáveis... e aqui (neste blogue) tão prontamente divulgado. Que belo exemplo de educação era esse!


« A energia renovável para todos significa igualdade de acesso à energia elétrica, incluindo a de um terço da população que atualmente não tem acesso.»

Como pode significar igualdade de acesso se a actual energia renovável é várias vezes mais cara do que a produzida por combustíveis fósseis?


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.